Páginas

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Vigésima Quinta Carta: Tangente.

"Não importam os cálculos, os meios; o que se aspira são os resultados. Não se importam - o que é deliberadamente errado - se os resultados são obtidos por meios bons ou ruins: salvar e matar, ligar e esquecer, soltar e prender, benzer e amaldiçoar, dar louvores e cantar repulsar, perdoar e dar amarguras, amar e odiar. Não importam os meios, definitivamente. É precário, perecível, alternativo, inconstante, pútrido, triste, maldito, mequetrefe. É por isso que o produto é fácil de se achar, mas, pelos lados, sai na tangente."

Confuso o suficiente pra só você entender;
Cartas Diretas, obrigado.
Postar um comentário