Páginas

domingo, 24 de março de 2013

Sexagésima Quinta Carta: Acompanhado de sofrimento.

"Vão bater no seu ombro e dizer que o amor não é um bom sentimento, que ele machuca, e que quebrar o braço é menos doloroso. Talvez eles tenham razão, talvez... Mas sempre há um elemento precioso que faz não existir a tão ilógica hipocrisia e que nos faz continuar correndo atrás: pode ser um nome, um sorriso, uma canção, um poema, uma carta, uma foto, uma lembrança... E por mais difícil que seja, por maior que seja o sofrimento que isto acompanha, não importa... mas desde que seja memória, desde que ela também não esqueça."

Cartas Diretas,
obrigado.
Postar um comentário